Valemos Mais – Vanessa Honorato (Desafio)

Eu estava desconfiada havia tempo. Ele não assistia futebol nem na televisão, agora essa mania de sair toda semana para jogar? Fiquei de olho. Segui de longe seus passos e no que deu? Peguei ele com a outra. Fiquei p. da vida! Como assim, eu cuidando sozinha do nosso filho e ele se divertindo? Pois bem, entrei no motel e peguei-os no flagra. Gritei, fiz escândalo, joguei a garrafa de champanhe vazia que estava no quarto na cabeça dele, depois olhei para a menina e vi que ela estava assustada.

— Você não sabia que ele era casado e tinha uma família, né? — perguntei. Ela disse que não, enquanto se cobria com o lençol. — Pois sim, este é o cidadão de bem que te promete uma vida de felicidade. Vem comigo, deixemos ele aí curtindo o dia de folga dele sozinho.

A moça abriu um sorriso e foi para o banheiro, voltou vestida e com sua bolsa no ombro, olhou para meu marido atônito na cama e disse:

— Pode deixar que eu pago o motel.

Ela me deu o braço e saímos juntas. Fomos para o melhor barzinho da região e conversamos a noite toda. Homem nenhum vai nos fazer brigar. Valemos bem mais que isso!

13 comentários em “Valemos Mais – Vanessa Honorato (Desafio)

Adicione o seu

  1. A história não é rebuscada e cheia de segredos – duas mulheres descobrem que estão sendo traídas pelo mesmo homem e se unem contra ele. A amante devia ter deixado o motel para que ele mesmo pagasse.

    O enredo, de certa forma resolvido na fantasia, talvez deva ser encarado de forma metafórica, como se quisesse entregar uma mensagem mais do que contar uma história, o que de modo algum é negativo.

    Escrita ágil, leitura prazerosa. Parabéns. Um forte abraço.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Mulheres contra os homens!
    Bem atual! hehe
    Gostei da sua escrita, foi direto ao ponto e escancarou tudo, com direito a garrafada e tudo!
    Parabéns

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nao sei por que, mas me lembrei daquela música Cinquenta reais (Naíara Azevedo) – talvez por causa do flagrante dado ao casal de amantes. Mas ao contrário do que acontece na canção, as mulheres se unem e vão beber juntas. Pagar o motel talvez tenha sido um sinal de autonomia, tipo “eu é que me aproveitei de você”.
    Claro que esta atitude da mulher traída parece bem improvável, mas sou a favor de não se demonizar a “outra” como única culpada de uma traição.
    Texto escrito com clareza, objetividade, de forma direta como uma conversa com o leitor. Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Isso mesmo! Tenho um vizinho que vive escutando essas músicas sertanejas que eu detesto. Acho um absurdo total. Ainda sonho com o tempo que as mulheres se unirão e deixarão essa picuinha que ficou arraigada na sociedade. Músicas que só desmerecem as mulheres e tentam colocar umas contra as outras deveriam ser proibidas. Bjs ❤

      Curtido por 1 pessoa

  4. Seu conto mostra o que normalmente não acontece. Mulheres traídas culpam as ‘outras’ pela traição, quando deveriam reconhecer o verdadeiro culpado. É um universo machista impregnado no mulherio. Já vi essa cena antes e é deplorável. Complicado querer dizer: ô, fulana! não vê que o ‘estrume’ é ele? Micronarrativa com final feliz e eu gosto.
    Parabéns pelo texto.
    Beijos e abraços carinhosos.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Amigas inseparáveis??? Hahaha! Excelente a saída que vc criou! Final bem surpreendente. Isso para um homem é a pior vingança possível. Imagino a cabeça do cara: Como assim, que as mulheres não vão se digladiar por mim? Como não vão sair no tapa, no maior barraco? Como assim elas saem juntas pra beber e falar mal de mim???
    Tô até com pena do coitado! rsrs
    Muito divertido seu conto, linguagem seca, vai direto ao ponto.
    Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  6. Penso que quando traída, o ajuste de contas de uma mulher tem sempre que ser com o sujeito que a traiu. Isso de culpar a outra mulher, a amante, que acontece mais frequentemente, sempre me pareceu um contrassenso e uma evidência de um sexismo que sempre opta por culpar a mulher. Aqui no seu conto essa lógica aparece invertida sinalizando um comportamento que me soa muito contemporâneo de mulheres que enfim compreenderam essa armadilha e a aprenderam a desarmá-la. Um conto que reflete um feminismo moderno e contemporâneo. Parabéns, querida Vanessa. E obrigada por participar do desafio. Um beijo.

    Curtido por 2 pessoas

  7. Oi, Vanessa,

    Título perfeito para um conto muito bom. Interessante notar como todas nós viemos com temas tão femininos, com mulheres poderosas e decididas neste desafio.
    Adorei o desfecho que você deu. Perfeito, como o título, deixando seu conto redondo e muito coerente.
    Adorei.
    Beijos
    Paula Giannini

    Curtido por 1 pessoa

  8. Vanessa, querida!!
    Um conto interessante, com uma linguagem leve e fluida, sem esconder mensagens subliminares. Acho que isso é o melhor dele: ser simples com uma mensagem clara, a de que o traidor é quem tem alguém para trair.
    Parabéns!
    Beijos

    Curtir

  9. Gostei bastante do final inesperado, Vanessa. Mas é bonito ver gente criando um texto em que o velho clichê da competição feminina cai por terra. É assim que perdemos nosso poder, nos dividindo. Por mais desfechos assim. O mundo seria muito melhor, não é mesmo?

    Parabéns, minha querida. E que Deus a abençoe sempre.

    Curtir

  10. Olá, Vanessa!
    Eu acabei gravando seu conto para o canal das Contistas e Youtube e adorei interpretá-lo. Concordo com a Cláudia, quando ela diz para não se demonizar a “outra” como única culpada de uma traição. A visão mais feminista de sororidade deve ser privilegiada na sociedade machista em que vivemos. Há casos exatamente como esse, o homem esconde o fato de que já tem uma companheira ao buscar se relacionar com outras. Muito legal!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: