Tarot na Web – Anorkinda Neide

Ela temia esquinas e lugares escuros,

principalmente porque fugia de si mesma.
E como havia desafios internos a enfrentar!

Enfrentar? Eu disse enfrentar?
Não, ela preferia fugir.

  1. Que a tempestade passe…

“O dia amanheceu claro num céu azul de brigadeiro…”
– Hummm.. esta expressão me deu uma fome de doce!
A moça abandonou o diário e foi à cozinha preparar um doce de leite condensado, o ‘branquinho’ de panela.
Voltou logo a seu notebook com o intuito de terminar seu diário da manhã.

“Não dormi bem, pesadelo com fuga, bandidos, correria, acordei cansada e sem expectativa de aproveitar o dia lindo lá fora.”

De repente, piscou uma mensagem de e-mail, ela abriu. Era a newsletter das Cartas de Tarot que assinara há algum tempo, às vezes a ajudavam bastante.
Porém quando as cartas não eram benfazejas, a moça apenas apagava a mensagem sem prestar muita atenção.

O e-mail mostrava a carta A LUA. Ao passar os olhos pelo texto, prestou atenção às palavras: Sentimentos conturbados ou em desordem, passionais, aparentemente sem saída.
Sobressaltou-se. O texto dizia ainda: O momento de reavaliar a direção, de buscar inspiração no retorno à fonte.

“Acabei de ler um e-mail que parece ter sido enviado por um anjo a querer me ajudar…Vou ouvir alguns mantras e tentar desanuviar o coração de todos os problemas que insistem em querer me derrubar!”

  1. Todo sacrifício é temporário

Acordou no dia seguinte com o toque de uma mensagem chegando no celular.
Não eram notícias boas, eram cobranças. Mas ela não se abalou, havia tido um sonho bom.

“Hoje sonhei algo bom, porém não lembro de nada mas tenho uma sensação boa no peito. Estou com vontade de rever alguns objetivos e mais importante, colocá-los em prática.”

Luzia abriu de boa vontade o e-mail à procura das mensagens do Tarot. Lá estava, a carta O ENFORCADO:’Impedimento momentâneo para a ação. Resoluções acertadas, mas que não se executam; projetos abortados; plano bem concebido que fica na teoria.’

Não gostou do pouco que leu e foi interrompida pela campainha da porta.

– Bom dia, vamos que hoje o dia será puxado!

Sua mãe veio lhe buscar para passarem o dia resolvendo assuntos burocráticos, no banco, na faculdade, na agência de estágio
Tomaram um café, apressadamente e Luzia achava que nada daria certo naquele dia. Estava com vontade de voltar para a cama e cobrir-se até a cabeça com seu edredom macio.

  1. Controlando as emoções

“Ontem nada se resolveu, tudo ficou pra depois. Fiquei frustrada! Dormi na casa de meu namorado que também está negativo e desanimado. Não quero pensar em nada ‘só quero que o dia termine bem’, como diz a música.”

Neste dia não olhou os e-mails, mas estava lá a carta A TEMPERANÇA e a mensagem clara: ‘Aceitação dos acontecimentos, flexibilidade para adaptar-se às circunstâncias.’ Se ela tivesse lido isto, seu dia poderia ser melhor aproveitado.
Mas Luzia passou o dia amuada, sem fazer nada de construtivo para sair de seus problemas e tampouco lembrou de agradecer pelas pequenas dádivas que todos os dias nos são oferecidas pela vida.

“Discuti um pouco com André! Por que ele não entende que estou mergulhada num poço de stress e não tem um pouco de compreensão? Só um pouquinho?”

  1. Os esforços serão recompensados

Os toques de um sino de vento a despertaram bem cedo… recém amanhecia. E o vento anunciava chuva. A moça vestiu-se com a cara emburrada, ainda não acreditando que não encontrava solução para seus problemas financeiros, escolares e profissionais.
Lembrou de abrir direto o e-mail e desejou ler uma mensagem boa nas Cartas do Tarot on-line.

O JULGAMENTO. Já pensou em fechar a página, pois esta palavra não poderia significar nada bom…
Distraiu-se com a chuva que começou a cair forte, ficou olhando, por uns momentos a vidraça e, quase sem querer leu: ‘Os julgamentos essenciais, a avaliação dos rumos da existência. O despertar.”
– Preciso despertar o quê? Caramba! Não consigo decifrar nada mais! Emburreci!

Luzia foi tomar seu café da manhã ouvindo música eletrônica, sempre a acalmava. Conversou com sua mãe sobre todos os planos que ela fizera para o futuro e que não tinha certeza se ainda queria realizá-los.

– Bom, minha filha, saber o que não se quer mais, já é um primeiro passo…

  1. Soluções na balança

‘Conciliação entre o ideal e o possível. Harmonia. Objetividade, regularidade, método.’ Eram as orientações da carta A JUSTIÇA, na caixa de mensagens de Luzia…

“Pois, pensando aqui comigo, acredito que posso desistir de perseguir as coisas que não me fazem bem agora, no momento presente! Até porquê, não se realizam mesmo! Vou dar umas férias para minha ansiedade!”
Ao escrever isto, a moça deu um suspiro bem grande. Levantou-se, tomou um banho e saiu pra passear com André. Hoje os dois estavam mais leves. sem estar confiantes, nem desiludidos, apenas alegres.

  1. O céu da alma

André amanheceu com uma ideia maravilhosa, ficou mexendo nos cabelos de Luzia até que ela acordasse…
– Amor, vamos montar um ateliê de literatura?

“Nossa, hoje o dia foi cheio de ideias e decisões repentinas! André me incentivou a montarmos um negócio próprio e estamos cheios de coragem e decidimos não pensar muito em nada, apenas arregaçar as mangas! Agora vou dormir só para pegar gás para amanhã trabalhar muito mais em nosso projeto! Iupiiii!”

Neste dia ela não acessou o e-mail que continha a seguinte carta: A ESTRELA, ‘Realização das coisas através da ordem e da harmonia. É a inspiração do que deve ser feito.’

  1. A mobilidades da coisas

‘Os acontecimentos não serão estáveis, porque necessitam de uma mudança, uma evolução. Esta mudança tende a ser para melhor, no sentido do desenvolvimento.’
Luzia leu a mensagem em voz alta para André, durante o café da manhã.

– É a RODA DA FORTUNA! Ai… isso é tão auspicioso!
Eles sorriram e se puseram a trabalhar com o que mais gostavam, livros e mais livros!
Alguns meses se passaram e suas vidas entraram na ‘ordem’ que eles desejavam, com tempo e dinheiro para seus prazeres e muito trabalho agradável para preencher-lhes o espírito.

A moça mudou o endereço de e-mail e esqueceu-se das cartas de Tarot. Algo fundamental ela havia aprendido:

não é preciso fugir

e nem mesmo lutar com a vida,

é necessário apenas entregar-se.

 

Anorkinda Neide

16 comentários em “Tarot na Web – Anorkinda Neide

Adicione o seu

  1. Maravilhos. Mensagem linda! Diferentemente do clássico de Machado de Assis que mostra apenas a visão objetiva e pessimista da vida, do mundo e das pessoas, você, Kinda, faz uma análise psicológica das contradições humanas, das suas inferências, jogando com insinuações em que se misturam a ingenuidade e malícia, sinceridade e hipocrisia; assim temos o pessimista, o otimista e o equilíbrio.

    Texto moderno, ágil, leitura agradável. A divisão em partes curtas , com subtítulos, passa a impressão de que se está lendo um horóscopo ou um email. Ficou bem interessante.

    Parabéns. Um forte abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Obrigada pela leitura cuidadosa, meu bem!!
      Fico muito feliz!
      O oraculista, hoje em dia, é praticamente um psicólogo, acho até que seria bom que fizéssemos este curso como base para a leitura de cartas.. eu estudei muito embora informalmente.
      Que que a estrutura diferente não ficou confusa… afff um alívio! hehe
      bjs!!

      Curtir

  2. Adorei! Eu sempre leio essas coisas, adoro signos, numerologia, runas rsss… Tem época em que estudo o tarô, tiro cartas pra mim, pra amigas, depois passo um tempo sem pensar nisso… Mas sempre tem alguma coisa pra fazer a gente refletir, não é? Mas não fico atrelada a isso, não, faço só a reflexão no momento e acho válido. Agora, um mapa astral bem feito é ótimo para o nosso autoconhecimento… Quando fiz, finalmente entendi a minha necessidade de canto e dança, além de algumas questões profissionais que se encaixam perfeitamente… Então a leitura do seu texto foi bem prazerosa, queria saber como tudo ia terminar. Aliás, esse final, poderia mostrar um pouco mais dos dois após essa descoberta, ou constatação.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ahh que bom que gostou!!
      Eu estava trabalhando nele, tentando aumentar ou mudar a estrutura, mas nao consegui fazer nada, gosto deste texto assim.
      Realmente, daria pra falar mais sobre o casal, mas dae sairia da estrutura do conto ‘diario-relato-e-mail’ nao necessariamente nesta ordem.. rsrs
      .
      Eu sou apaixonada pelas cartas, até q me joguei de cabeça nelas.. é um es tudo sério, nao é adivinhação nao.. e realmente ajuda. é onde tô sustentando meus gatos… :p.
      Fico feliz de saber destas tuas auto-descobertas, estudei um pouquinho de astrologia védica.. confesso que estou em crise existencial com as coisas q descobri sobre mim…kkkk
      mas vamu que vamu!
      bjs, obrigada pela leitura

      Curtir

      1. “Realmente, daria pra falar mais sobre o casal, mas dae sairia da estrutura do conto ‘diario-relato-e-mail’ nao necessariamente nesta ordem.. rsrs” Sim, você tem razão. E o tarô eu gosto muito pela reflexão, e na maioria das vezes é o que a gente precisa tentar compreender que sai, o restante é o que a gente precisa desvendar, rssss… Eu nem adivinho nada, claro, tem pessoas que fazem isso de uma forma que eu até admiro, mas eu gosto do estudo também… E até hoje só estudei os Arcanos Maiores, só jogo com elas, minha avó me ensinou assim e assim faço até hoje…

        Curtido por 1 pessoa

  3. Bem legal. A consulta diária do tarot por mensagem faz parte da rotina e da análise da vida dela. Eu não leio horóscopo. Acredito que cada virginiano tenha a sua dose de desgosto e felicidades diárias por diferentes motivos, assim como os têm os demais signos. Eu me conformei em ter uma vidinha boba sem grandes brilhos mas com bons amigos. Já tá de bom tamanho. Aceitar o que a vida nos oferece é uma fonte de felicidade, porque assim aprendemos a driblar a frustração de não ter aquilo que não é para nós. E, afinal, a vida com o namorado e os projetos juntos não era boa? Era sim. Beijos, Kinda e parabéns pelo conto.

    Curtido por 1 pessoa

    1. OI,linda!!
      Pois é, é a vida minha que é de esoterismo e religiosidade.. hehe ou é a veia aorta!! :p
      Que bom que meus textos lhe são bons!!
      Adoro!!
      bjuusss

      Curtir

  4. Um conto que me pareceu inspirado nas cartas do tarot. Uma ideia bem interessante. Eu já tive minhas fases de consultar horóscopos e cartas de tarot na internet, como a personagem. E há muito-muito tempo atrás, jogava I-Ching, usava uns palitinhos e tinha um livro bem hermético, não sei que fim levou. Acho que esses oráculos ajudam a gente a refletir um pouco e isso é uma coisa bem bacana. Parabéns pelo conto. Leitura leve, muito agradável e positiva. Um beijo.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Também já joguei muito I-ching!!
      Sim, leva a refletir e eu sou viciada em refletir.. rsrs
      Que bom que gostou do conto, amore!
      bjuuuus

      Curtir

  5. Coisas relacionadas com misticismo, numerologia, simbologias… Isso é muito do meu interesse. E esse texto, mesclando as cartas de Tarot com a vida de uma personagem é maravilhoso. Gostei da construção. Ficou num ritmo bom de ler. Tem movimento e tem mensagem positiva.
    Parabéns pelo texto.
    Um grande e carinhoso abraço.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Bjs de saudade, minha querida!!
      Que bom que a leitura lhe foi boa e positiva hehe
      Pois é, este é o meu mundo!
      Obrigada por ler

      Curtido por 1 pessoa

  6. Querida Kinda,

    Faço minhas, as palavras da Fátima.

    Gostei muito, inclusive da estrutura do conto, com os títulos relacionados à carta do dia.

    Tive uma época de consulta diária ao Tarô dos Anjos, ganhei um livro de minha mãe e, confesso, fiquei fascinada por esses arquétipos do psicológico. Depois, deixei de lado e acabei esquecendo os simbolismos que este conto me fez revisitar.

    Parabéns por sua escrita sempre tão gostosa.

    Beijos
    Paula Giannini

    Curtido por 1 pessoa

    1. Ahhh, que bom que gostou, baby!!
      o Tarô dos Anjos sempre é de muita ajuda. Eu confio demais no invisível e nas forças e energias que podem ser acessadas através de várias ferramentas.
      Que bom que o texto fluiu bem.
      Estou muito feliz!
      bjs

      Curtido por 1 pessoa

  7. Olá, Kinda!
    As cartas do Tarô dos Anjos são sempre genéricas e à medida que ela vai elencando-as, ela é que vai dando uma singularidade a elas, ressignificando a sua própria vida. Achei a estrutura interessante, que foge da estrutura tradicional do conto – Apresentação- clímax- desfecho. O conflito está implícito, ela busca um objetivo maior, como se a vida dela de repente se desvendasse a ela própria. Muito bom.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: