Visita natalina – Fernanda Caleffi Barbetta

— Quem é o senhor?
— Opa, a senhora tá ai!
— O que o senhor faz aqui?
— É o dia de eu vir, então eu vim.
— Dia de vir?
— É o que dizem.
— Dizem? Quem dizem?
— Muitas pessoas.
— Aqui na minha casa? Veio ver o Beto?

— Em várias casas, na verdade.
— Quem é o senhor?
— A senhora não sabe?
— Não? É amigo do Beto? É do futebol?
— Futebol? Com essa barriga dá pra imaginar que não.
— Bom, isso é.
— Deixa eu ver aqui o que a senhora pediu.
— Pedi?
— Geralmente eu me lembro sem ter que ver…. mas essa conversa me atrapalhou. Deixa eu ver aqui.
— Foi o Beto que te pediu?
— Não, o Beto não pediu nada. Foi a senhora. Ou será que foi o Beto? Espera, a senhora está me confundindo.
— As únicas coisas que eu peço pro Beto é que ele abaixe a tampa da privada, lave a louça da janta e coloque o despertador para as 6h. Tirando o despertador que já está programado, ele nem sempre faz as outras duas únicas coisas que eu peço.
— Não. Não trouxe o que a senhora pediu pra ele. É o que a senhora pediu pra mim. Não sei, talvez não tenha trazido. Não tô achando aqui. A casa é número 139?
— Hummm. O snehor lava louça? O pessoal foi embora e ficou tudo na pia.
— Poderia ajudar, mas hoje o serviço vai a madrugada inteira.
— Coitado. Mas me diga, quer falar com o Beto?
— Não. Quer dizer, não que eu não queira falar com o Beto, é sempre bom falar com as pessoas, mas eu costumo só entrar e sair rapidinho. Às vezes tem copo de leite com biscoito e ai eu demoro um pouquinho mais.
— Quer leite com biscoito? Eu tenho leite e biscoito. É sem recheio mas é marca boa.
— Bom, já que a senhora tá oferecendo, vou aceitar.
— Beleza, pode deixar o casaco ai no sofá. Muito quente pra sair assim. Não tá com calor? E esse saco ai, pode deixar também.
— Tá, mas não me deixe esquecer.
— Não quer dar uma adiantada ai na louça enquanto pego o seu leitinho?
— Tá bom, já que parece que não achei na lista o que a senhora pediu, pode ser a louça, então. Devo ter entrado na casa errada. Ho ho ho.
— Papai Noel! Papai Noel, claro! Sabia que tava te reconhecendo de algum lugar.

19 comentários em “Visita natalina – Fernanda Caleffi Barbetta

Adicione o seu

  1. Olá, Fernanda!
    Um conto bem no estilo natalino! Instigante, leve, humorado e me prendeu a atenção. Um texto que surge com uma naturalidade que, acredito, em você, é nata. Muito bom. Obrigada por nos brindar com um texto primoroso!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Delícia de conto! Instigante, ágil e certeiro! Muito bom, parabéns, Fernanda!
    Beijos!
    (Ah, esse Beto aí eu conheço bem: você se inspirou no meu filho?!)

    Curtido por 1 pessoa

  3. Uma história divertida e imprevisível: quem imaginaria Papai Noel lavando a louça? São todas as cores do Natal em um conjunto de falas surpreendentes. Bem desligada esta protagonista. Parabéns pela ideia e execução. Gostei demais. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  4. Eu ameeeeeei!!! Mas antes de amar fui presa nessa sequência de diálogos, rindo boba das imagens saltando em minha mente, porque você soube empacotar e dar laço de presente muito bem, dona Fernanda.
    Um conto bem humorado e no capricho. Deixou minha tarde mais leve e também mais saudosa. Obrigada.
    Beijos e abraços carinhosos.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Ai, meus sais natalinos, que conto mais fofo! Narrativa em forma de diálogo com toque de humor e de uma leveza deliciosa. A simplicidade da inocência, a naturalidade de um encontro com nossas fantasias infantis. Muito lindo. Parabéns, viu.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Ah, que legal! Olha só, a mulher estava muito desligada mesmo, pois não reconhecer o Papai Noel? Para falar a verdade eu também não reconheci. Se chegasse um senhorzinho aqui e não estivesse com aquelas roupas características, talvez ficasse até com medo de ser um ladrão. Muito gostosos os seus diálogos. Um conto curto mas que disse tudo com muita propriedade. Parabéns, amiga. Sucesso!

    Curtido por 1 pessoa

  7. Que graça de conto, Fernanda. Já havia lido lá no FB. Uma surpresinha de Natal bem seu estilo leve e irônico, aqui com uma pitadinha de açúcar. Parabéns, querida. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  8. Querida Fernanda,

    Tudo bem?

    Já havia lido este conto no Facebook. Gostei demais, você sempre nos dá um nó com aquilo que é inusitado. Ambos os velhinhos se estranhando no Natal. Muito bom.

    Feliz 2021.

    Beijos
    Paula Giannini

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: