O gavião antenado

Minha amada Amora,

Vovó já pede desculpas pela cafona cacofonia. Mas depois de certo tempo a gente perde os pudores literais e literários. Hoje é aniversário de seu pai, mas ele só recebeu o melhor presente cinco dias depois, quando você nasceu. Desde então o mundo anda complicadinho. Triste coincidência.

Vou tentar explicar. Assim que você veio ao mundo o Lobo Mau assumiu o poder com o apoio descomunal dos burros e das frenéticas sanguessugas. Meteu o pé na porta dos três porquinhos, incendiou a floresta encantada, asfixiou a Vovozinha; não a sua e sim a vovó da Chapeuzinho Vermelho, que ele mandou os cães de aluguel matar. Transformou o príncipe em sapo e prendeu a princesa no castelo da mentira. Achando pouco tirou a voz da cigarra e incentivou a sublime arte das hienas. Deixou a boiada passar por cima dos pobres, dos livres e, principalmente, da verdade. Muitos inocentes e guardiões viraram anjos por cegueira social da maioria dos bichos da floresta, que só queriam festejar, ganhar dinheiro e poder.

Seu vovô sempre diz “A vida é boa quando consertamos as coisas”.  Então não será este mundinho,  de fralda cheia,  que a gente vai te entregar; não mesmo. O gavião pousou na antena e, lá de cima, vê todas as maldades de todos os lobos maus.   Ele convoca a bicharada de todas as florestas para juntos catarem os caquinhos do planeta quebrado e colar, com muito cuidado, formando um gigantesco mosaico de esperança.

 

*foto de Marília Moreira

11 comentários em “O gavião antenado

Adicione o seu

  1. Sempre bom ver (ler) Catarina Cunha por aqui 🙂
    Carta de uma avó para a neta, utilizando metáforas fortes, perfeitas, para de um jeito lúdico, falar sobre a surreal situação que abraça o mundo, especialmente nosso querido país, que naufraga em mãos perniciosas.
    Resta, ainda, o mosaico de esperanças.

    Curtido por 1 pessoa

  2. Gosto muito desse seu ludismo e fantasia, Catarina, que criam um clima bem-humorado que chama a atenção dos leitores e desperta a curiosidade, por seu colorido, por sua beleza, mesmo em assuntos mais ásperos.

    A estrutura deu um dinamismo bom ao texto. O formato de carta, a presença dos avós e as referências aos contos de fada passaram a sensação de intimidade, familiaridade ao conto. Interessante que o gavião que é metáfora para predador, abusador, aqui passou a mocinho da história.

    Parabéns pelo trabalho. Um grande abraço.

    Curtir

  3. Olá, Catarina. Um texto que utiliza uma alegoria para traduzir o cenário político- social – econômico atual de uma forma interessante e inteligente. Um conto curto mas intenso na mensagem. Parabéns, Catarina Cunha. E um abraço.

    Curtir

  4. Nas palavras de uma avó endereçadas à neta, referências aos contos de fadas entremeadas por metáforas lúdicas sobre a estranha situação brasileira e planetária que vivenciamos nesse começo de século e uma mensagem de esperança no final. Encantador, como sempre, querida Catarina. Beijos.

    Curtir

  5. Um texto curto e preciso, sem deixar de lado o tempero apurado do amor de vó. Um recorte da visão do mundo atual, da loucura que vivemos, mas com uma dose de esperança. A narradora apresenta a realidade, sem se furtar da responsabilidade de fazer de tudo para entregar um cenário melhor à neta. Tudo como se fosse um conto de fadas, uma lenda que se conta para a criança dormir, enquanto a vovó fica bem acordada, em alerta, como um gavião antenado. Parabéns por mais um texto contundente. Beijos. .

    Curtir

  6. Olá, Catarina!
    E mais uma vez vc foge do lugar comum, dessa vez, num tom leve e bem humorado. Um intertexto de A Revolução dos Bichos para falar da situação do país (quiçá do mundo!). O detalhe é que se trata de um predador, ou seja, o país não tem jeito, enquanto for governado do alto por carniceiros que não se prestam a rastejar, conhecer o solo onde pisa. Fascinante! Parabéns!

    Curtir

  7. Olá, Catarina!
    Que prazer conhecer cada vez mais sua escrita! Agora com este conto tão sagaz sobre o cenário atual! As analogias foram excelentes e trouxeram, ao mesmo tempo, o toque certeiro do sarcasmo e da inocência da infância. E ainda encerrou com a promessa da redenção!
    Adorei!
    Um beijo!

    Curtir

  8. Tive a impressão que o primeiro parágrafo descreveu o momento político atual que o Brasil está enfrentando. Espero que esse gavião antenado realmente exista e consiga dar um rumo melhor para nosso país. Bjs ❤

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: