Canções de Brincar – livro de Raquel S. Beltrame (Arte e Literatura – Resenha) Evelyn Postali

Pesquisa e texto: Raquel Batista dos Santos Beltrame

Publicado pela Signo Editora, em abril de 2021.

Formato: 25x25cm, sem orelhas.

Impressão colorida.

Capa em papel Ningbo Fold 300g, laminação brilho especial

Miolo em papel Couche Brilho 150g

Projeto gráfico e diagramação de Amanda Marcon.

Ilustrações e ilustração de capa: Evelyn Postali.

ISBN: 978-65-993586-0-9

Canções de Brincar – O Livro é o produto de um trabalho maravilhoso. Esse é o segundo projeto envolvendo música no qual participo com ilustrações. No entanto, vai além da pesquisa e do registro, porque se desmembra em possibilidades dentro da música, da dança e das artes visuais.

A pesquisa de Raquel envolveu tempo e paciência, não só pela diversidade musical do povo brasileiro, mas pelo cuidado para pinçar dentro desse universo canções que pudessem expressar tal riqueza. A autora selecionou mais de 25 canções, tendo o cuidado de referenciar a origem étnica e geográfica, uma vez que, acredito, grande parte da população brasileira desconhece o repertório de outras regiões do país. Muitas vezes, desconhece a produção da própria região.

“O livro Canções de Brincar é muito especial para mim. (…) Um companheiro de trabalho! Nele estão as canções que representam um Brasil cheio de diversidade cultural e poesias. Desejo que as crianças, pais e educadores apreciem,  cantem e dancem na companhia do Canções de Brincar!” – Raquel Batista dos Santos Beltrame

O livro é voltado ao público infantil, mas carrega nele, uma diversidade de conteúdo tal que pode ser utilizado de forma didática por educadores ávidos por interações diferenciadas, experiências lúdicas instigantes e repletas de conhecimento de parte do folclore brasileiro, ampliando, como diz a autora “a paisagem sonora do público infantil” e colaborando nos “processos de ensino-aprendizagem em arte-educação, tanto em sala de aula quanto nos núcleos familiares”.

Esse livro contém 25 ilustrações feitas por mim, após leitura e pesquisa de elementos gráficos que estavam presentes na letra de tais composições. Optei pelo figurativo e dentro do possível para a representação mais próxima do real, muito embora haja algumas ilustrações que pendem para o traço mais infantil. Ao ler as canções e ouvi-las  depois, recolhi os elementos mais significativos dentro da minha interpretação e juntei-os na composição, sobrepondo, às vezes, outras juntando-os sem interferências. Ilustrar um texto tem a ver com a ideia que esse texto passa para o desenhista/ilustrador, não apenas por aquilo que está escrito literalmente. Por isso, as ilustrações de Canções de Brincar revelam muito do meu entendimento da canção, dos sentimentos que elas nos passam, das linhas e cores.

Em um trabalho desse tamanho, não só pelo número de ilustrações, foi importante o direcionamento de determinados pontos – um livro para crianças, muito colorido e alegre, e que tivesse uma identidade visual nos desenhos. Ressalto, contudo, a liberdade que me foi dada para criar as ilustrações. Isso abriu um leque de possibilidades de representação – e, aqui, faço uma menção ao processo de criação das ilustrações feitas para o livro de Sabrina Dalbelo, Rasga-Ossos, cuja confiança e liberdade resultaram em desenhos surreais, muito mais abstratos do que figurativos.

São ilustrações desenhadas com caneta de nanquim (tinta preta permanente) e coloridas com aquarela em papel de gramatura apropriada para a técnica. A aquarela sobre papel comum, por ser a base de água, modifica o papel, muitas vezes esfarelando e inutilizando o meio. O processo exige, também, o desenrolar da técnica em partes, porque a sobreposição de algumas cores necessita da secagem das outras cores utilizadas na base. Todo esse desenvolvimento é manual.

Uma vez seco, o desenho é digitalizado em resolução máxima. Nesse momento, veio o trabalho da designer gráfica em parceria comigo. Sentamos e corrigimos algumas imperfeições diretamente na imagem digitalizada, pontos indesejados, extensões de cor, utilizando programas apropriados. Esse é um trabalho demorado e exigente.

Amanda Marcon trabalhou também na estrutura textual, na questão da forma como cada texto se apresentaria e se adequaria à canção. Ora em espiral, ora linear irregular, ora ondulado, variando a cor e os matizes. Essa diversidade implica em uma manipulação não-convencional da criança na interação com o livro, como objeto de aprendizado não só textual, mas tátil e visual, em uma estrutura dinâmica e estimuladora dos sentidos.

“As ilustrações e organização textual do projeto gráfico foram pensadas especificamente para crianças. O decorrer do processo criativo nada mais é do que tentativa e erro até chegar ao resultado desejado. As ideias que temos durante a execução da criação nem sempre são viáveis ou farão sentido para o projeto final, mas de toda a forma, as colocamos em prática para depois aperfeiçoá-las. A elaboração de um livro demanda tempo e envolve não apenas uma pessoa ou uma fonte de inspiração. O projeto Canções de Brincar – o livro envolveu o trabalho de diversas pessoas, e a parte gráfica (ilustração e diagramação) houve colaboração entre artistas desde a escolha de cor à disposição de texto.” – Amanda Marcon

Como professora, tanto de Artes quanto de iniciação à Música (piano), vejo Canções de Brincar não apenas como um livro, mas como um instrumento multifuncional poderoso nas mãos de educadores, não só da área de Artes, porque além do envolvimento dos conteúdos de expressão artística como a música, a dança e o desenho, nos coloca perto de outros saberes e fazeres – História, Geografia, Sociologia, Matemática, Língua Portuguesa,… – e vai além, despertando a sensibilidade, a percepção, a observação e a convivência com a diversidade da cultura brasileira.

Para entrar em contato com Raquel:

  @raquelcancoes

 /raquelcancoes

https://www.youtube.com/channel/UCLPER9EZErRC3lZmnrBNM4A

Para adquirir o livro:

tocaprodutora@gmail.com

Sobre Raquel e Amanda:

Raquel Batista dos Santos Beltrame é formada em Publicidade pela Unisinos (São Leopoldo) e Pedagogia pela UCS (Caxias do Sul), tem formação com importantes arte-educadores. Entre os anos de 2008 e 2013 atuou em Caxias do Sul em diversas escolas como professora de musicalização, realizou oficinas para formação docente, apresentou-se em duas feiras de livro, e fez parte de diversas iniciativas na música: Coral Caxias, Orquestra La Salle e do Grupo BakBem.  Em Antônio Prado é sócia da TOCA Produtora Cultural, entre 2017 e 2019 gerenciou a Toca Lugar de Brincar, paralelamente, contou histórias com a atriz Lu Adams, integrou os grupos musicais Maria Maria e UnoDue.

Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6782125124368009

Amanda Marcon tem graduação em Letras-Inglês e mestrado em Ensino de Inglês como Segunda Língua (TESL) pela The University of Arizona. Experiência em docência em língua inglesa para ensino fundamental, médio e adultos, publicidade e propaganda, e marketing de mídias digitais. Trabalhou com projetos sociais e de ensino de língua inglesa no Brasil e nos Estados Unidos, e foi voluntária na CIC Jovem de Antônio Prado na área da comunicação. Atualmente administra a parte criativa de mídias físicas e digitais e leciona inglês para alunos particulares.

13 comentários em “Canções de Brincar – livro de Raquel S. Beltrame (Arte e Literatura – Resenha) Evelyn Postali

Adicione o seu

  1. Querida. Que projeto lindo, vibrante, cheio de energias positivas vinda do empenho individual de cada pessoa envolvida. As ilustrações estão lindas e muito coloridas, que estimulam a nossa atenção, mantendo o encantamento que nos prende a cada página, é assim que eu o imagino através desta resenha. Aliás suas resenhas são atraentes, e nos fazem ter vontade de ter os livros sobre os quais escreve. Parabéns pelo seu talento dentro e fora do livro resenhado. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Você é sempre muito gentil nos comentários. Esse projeto do qual participei é lindo. Foram mais de 25 ilustrações e mergulhar nesse universo das canções populares me fez voltar para a infância. O projeto gráfico da Amanda é maravilhoso. Ela conseguiu passar diversidade de formato para os textos. Enriqueceu muito todo o livro. Gratidão pela leitura e comentário. Beijos e abraços carinhosos.

      Curtido por 1 pessoa

  2. Olá, Evelyn!
    Que trabalho lindo, em todos os sentidos! Fico muito emocionada quando vejo iniciativas como essa, de resgate e preservação de nossa riqueza cultural. Imagino o orgulho de fazer parte de algo assim!
    As ilustrações estão belíssimas, e com certeza encantarão os pequenos leitores.
    Parabéns!

    Curtido por 1 pessoa

  3. A cada resenha sua , minha lista de leituras é ampliada. Você sempre faz uma escolha excelente e a apresenta de forma estimulante. Parabéns!

    Parece-me que este livro que nos apresenta hoje é maravilhoso, ao passear pela diversidade musical e folclore, ferramentas para ajudar crianças a conjugarem expressão de sentimentos, suas idéias, valores culturais e auxiliar a comunicação com o mundo exterior e seu universo interior.

    Um projeto cativante. Meus cumprimentos e desejos de sucesso a todos envolvidos! Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

    1. Gratidão pela leitura e comentário gentil, Fátima. Eu também faço votos de que ele alce voos mais altos. Música é sempre algo que eleva nossa alma e sensibilidade. Abraços carinhosos.

      Curtir

  4. Nossa, que lindeza esse livro. Muito especial, envolvendo tantas temáticas, tanta dedicação. Seu trabalho é primoroso. Gostoso saber como tudo começou, um pouco do caminho que levou àquele resultado. No seu caso, por exemplo, não é apenas ilustrar, é muito mais do que isso. Te admiro.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Que projeto encantador, Evelyn. Gostei demais também da forma como você descreveu todo o processo de confecção de livro. O texto elucida muito bem a complexidade envolvida na produção e fico imaginando a felicidade do time ao entregá-lo. Suas ilustrações estão simplesmente fantásticas. Parabéns de verdade.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Parabéns!

    Nossa! Deve ser incrível participar de um projeto lindo como esse e, por mais que seja trabalhoso as etapas (Interpretar, criar ilustrações, colorir manualmente, esperar as cores secarem, digitalizar tudo e depois aperfeiçoar), o resultado final compensa muito.
    Entendi que as canções são de autoria própria (é isso?).
    Gostei bastante. Parabéns aos envolvidos!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: