Como chorar em público – Escritora Convidada – Lilian Lovisi

Existem tantas coisas que você não sabe. Como chorar em público. Você sabe chorar em público sem que ninguém perceba que você está chorando em público? Garanto que não. Uma técnica foi desenvolvida por mim com bases em experiência própria e amor próprio e mais uma série de fenômenos impróprios.

Preciso te contar porque você pode se valer desta técnica para desaguar todos os vinhos, água mineral, coca cola cerveja de boa ou má qualidade contidas nas lágrimas salgadas do mar que pode ser morto mas está vivo dentro de você. Você chora as lágrimas deste mar. Lagrimas são salgadas porque vêm do mar. Você é feito de areia seca do mar que se misturou com seu suco gástrico, que sobe pra cima sempre que você tem uma emoção que faça uma lágrima rolar e provavelmente rola a cada mísero segundo que pode durar a eternidade como diria o coelho da Alice e se estou colocando Alice nesta história é porque ela deve ser surreal como todas que gosto de contar pra você.
Gosto de contar histórias pra você.

Gosto de contar.

Pra você.

Como chorar em público. Você pode estar vendo o jornal na TV qualquer que seja o canal aberto ou fechado não importa. Você dá um soluço alto achando que todos à sua volta ouviram seu soluço alto e pasme quando você olha para os lados percebe que ninguém ouviu viu que você soluçou por causa de um engasgo entre uma lágrima e um sapo. Aí você aliviada acha que se safou, meu bem você se safa sempre porque ninguém percebe, me entende? Só você.

Você está dirigindo o carro com muitos ocupantes dentro e vai indo ouvindo Bob Dylan ou Stevie Wonder e nobody wonder meu bem. Você faz beicinho dá solucinhos lágrimas do mar caem no seu colo, então meia sem graça olha o retrovisor e percebe, as pessoas continuam a olhar pra frente sem se dar conta que você chora no sinal fechado com o menino de rua a pedir um real do seu lado e talvez você também não perceba que o menino chora como o menino não percebe que você chora meu bem.

Sorrindo. Já chorou sorrindo? Gargalhando, você já experimentou chorar gargalhando? Lágrimas saindo entre os dentes além daquela horlelãzinha que você comeu e não escovou o dente direito vai saber? Você escova sua lágrima direito? Então muito menos os dentes meu bem.
A técnica, será que você já entendeu como é esta técnica? Misture as lágrimas com o cotidiano entende? Misture as lágrimas com o macarrão que você está fazendo ali na panela, o café preto que vai coando ali no bule, as lágrimas do seu mar estão ali e ninguém vê porque você consegue misturar tão bem as coisas como eu estou misturando essas palavras todas pra você. Ato final é colocar tudo no liquidificador junto com as lágrimas e tomar. Assim meu bem você consegue chorar em público normalmente como se tragasse um cigarro, como se desse um suspiro mais longo enquanto as lágrimas do seu mar caem caem caem e ninguém enxerga enxerga enxerga. Talvez você conheça esta técnica. Alguém tão especial como você conhece milhares de maneiras de se sentir as coisas a fundo sem mostrar necessariamente que as sente a fundo, ficando sempre no raso para quem vê, ou melhor, ou pior, não vê.

Lilian Lovisi

Tenho um livro infantojuvenil publicado (uma palavra que ainda não foi escrita) e mais centenas de contos e poemas e bilhetes de geladeira aguardando a vez.

Escrevo para sobreviver. Em todos os sentidos

10 comentários em “Como chorar em público – Escritora Convidada – Lilian Lovisi

Adicione o seu

  1. Olá. Bem vinda ao nosso mundo, ao nosso Blog, ao nosso grupo As Contistas. Li o seu texto sorrindo, porque hoje não estou com nenhuma vontade de chorar. Choro fácil e é bom conhecer as suas técnicas, querida. No final das contas, não há uma técnica, mas um planeta ao nosso redor que sequer percebe nossa dor. Obrigada pela sua contribuição tão singular. Beijos.

    Curtir

    1. É verdade, essas técnicas a gente vai aperfeiçoando ao longo ao largo do tempo😂sem que o planeta perceba.
      Fico feliz de estar aqui com vocês.
      Muito obrigada, querida💛

      Curtido por 1 pessoa

  2. Muito boa a sua “receita de chorar”. Muito bonito o pensamento, vc tem muito domínio da técnica narrativa. Seja bem vinda ao grupo, Lilian!

    Curtir

  3. Engraçado como hoje eu tirei o dia para ler os contos atrasados e todos estão me fazendo chorar. Acabei de perder minha cachorrinha e já escutei desde “meus sentimentos” até ” está chorando por causa de cachorro?” Sou uma pessoa difícil de chorar, vou até as últimas, choro só quando o barco realmente afundou. Mas com seu texto percebi que talvez não precise ser assim… Bjs, obrigada por contribuir para o Blog. ❤

    Curtir

    1. Oi Vanessa, sei como é que é, já perdi tantos amados de 4 patas.
      Obrigada por comentar, fiquei feliz, beijo enorme, força aí, ele deve estar com São Francisco, mijando nos campos de girassóis. Só pra seres privilegiados como eles.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: