Elisa Ribeiro

Maria Elisa Soares Ribeiro nasceu no Rio de janeiro e atualmente vive em Lisboa. Sempre gostou  de escrever, mas somente a partir de 2015 passou a se dedicar à escrita com maior regularidade. Escreve contos, poemas e dramaturgia. Publica contos e poemas regularmente no blog As Contistas. Em 2020 publicou seu primeiro livro solo, A segunda natureza, coletânea de contos, pela editora Verlidelas.

Autorretrato

A literatura chegou muito cedo à minha vida. Primeiro, em casa, pelo exemplo do meu pai, sempre com um livro na mão ou na mesa de cabeceira. 

O segundo estímulo foi a escola. Logo após a alfabetização, uma professora, cujo nome ainda lembro, responsável pela biblioteca da escola, convidou as crianças que tivessem interesse para formar uma espécie de clube de leitura. Acreditem, eu tive essa sorte. Levantei minha mãozinha pequena e graças a isso li e comentei no seleto grupinho de pequenos como eu a coleção de Monteiro Lobato quase inteira. Mais do que isso, aprendi a frequentar bibliotecas, gostar do cheiro dos livros, perder-me entre as estantes.

Escrevi meu primeiro conto quando estava na América, acompanhando o marido que lá estava a trabalho. Escrevi-o para participar de um concurso de contos de um jornal de Miami para a comunidade brasileira. Já de volta ao Brasil, recebi por telefone a notícia de que havia ganhado o concurso e o prêmio – passagens para Miami e vouchers para hotel e carro por uma semana – estava à minha disposição. Mais que a viagem, o prêmio me estimulou a tomar gosto pela escrita. Foi assim que começou a minha trajetória, paralela e muito eventual como contista. 

Só comecei a me dedicar de forma mais regular à escrita a partir de 2015, a princípio escrevendo apenas contos. Mais adiante, arrisquei-me na dramaturgia. Em 2018, escrevi minha primeira obra nessa área, que foi selecionada como finalista no prêmio Funarte do mesmo ano. Na época, já me aventurava timidamente pela poesia, gênero ao qual hoje me dedico, tanto no polo leitor como escritor, com grande prazer e alguma regularidade. 

Em novembro de 2020 publiquei meu primeiro livro, A segunda natureza, pela Editora Verlidelas, do Rio de Janeiro. Trata-se de uma coletânea de contos que compila doze textos produzidos entre 2017 e 2019, cuja unidade, além do estilo, está na presença do elemento sobrenatural e da atmosfera de estranhamento que permeia todas as narrativas.

Livros da autora:

Contos da autora no blog:

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: