Super mulher – Paula Giannini

Minha mãe sempre me disse… A vida inteira… Não case. Não se case! Ou, pelo menos, não se case cedo. Casamento é coisa de gente insana. Uma tediosa refeição, com a sobremesa no começo. Um submarino que pode até boiar, mas foi feito para afundar… E o que foi que a insana aqui fez? Casou. Não satisfeita em casar, casei cedo. Cedo e com um homem 3 efes. Feio, fo(piiii) e faminto…  Ai, como esse homem é faminto. Ele é capaz de comer qualquer coisa, come o que você colocar na frente dele. Inteiro. E ainda pede sobremesa. Dá para alguém explodir de tanto comer? Não. Eu digo que não. Se assim fosse… Se a gente explodisse… Eu já estaria viúva há anos. Muitos. Meu marido come. Come tudo… Tudo. Menos a mim. Não.

Menino! Olha essa bola! Olha, olha, olha a sua irmã, menino. Eu vou aí! Eu estou avisando. Eu, mico? Eu estou gritando? Garanto que você ainda não viu nada. Nada. Eu vou até aí e vou lhe dar uma coça para ficar na história. Você vai ficar uma semana sem conseguir sentar. Eu prometo. Continue lendo “Super mulher – Paula Giannini”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑