Interligado ( Homenagem ao desafio Era uma vez um personagem)- Neusa Maria Fontolan

—Pode parar! — gritou “RALF”, já sem paciência, para “Margareth”.  “ELE” a fez ficar “Além do tempo” de aula, desafiando a “Luz e Sombra” do entardecer. “Outras Mulheres” já haviam estado nesta mesma situação que, agora, Margareth se encontrava, mas acabou dando em nada. Ralf sentia que essa aluna seria motivo de orgulho, ela era... Continuar Lendo →

ELE – Amanda Gomez

Ele estava sorrindo pra mim.  Não um sorriso formal daqueles que dedicamos a qualquer um por educação, mas um convidativo, acompanhado de um olhar que fez meu coração saltar dentro do peito, minhas mãos suarem, minhas bochechas esquentarem. Além de outras reações, que achei, estavam adormecidas pra sempre.   O momento durou poucos segundos, às vezes,... Continuar Lendo →

RALF – Glub Glub

Júlia ainda não sabia como iria convencer Guilherme, o irmão mais velho, mas mesmo assim já havia descrito o que levaria para a mostra científica da escola: Ralf, um peixinho dourado. Há poucos dias o animalzinho aquático havia somado à família quando o irmão completara treze anos. O dia fora divertido como há muito não... Continuar Lendo →

Além do tempo – (Bia Machado)

I O mesmo sonho recorrente, desde que Manuela partira. Uma linda mulher vinha ao seu encontro, chamando-o pelo nome, como se o conhecesse há tempos. Ela sorria e o abraçava, alegre, dizendo: “Eu ainda estou aqui! Sou eu, a sua Manuela!” Abelardo acordava, sobressaltado, com aquelas frases ecoando em seus ouvidos. “Eu ainda estou aqui!... Continuar Lendo →

Recomeço – Priscila Pereira

Chovia pela segunda semana seguida, impedindo qualquer excursão ao ar livre para inspirar mais uma tela, fazia quase um mês que não pintava, tempo demais. Olhando pela janela, de roupão, cabelo preso em um rabo de cavalo e uma caneca cheia de café quente e cheiroso, Élida suspirava e tentava pensar em algo que espantasse... Continuar Lendo →

Pulso – Evelyn Postali

Como chegara àquela encruzilhada? Com a arma em punho apontada para Max, ouviu a própria respiração enquanto o pulso tremeu de leve ao experimentar o peso da pistola. Aquele seria o momento propício para romper a linha tênue entre o que já vivera e a estrada desconhecida que se abria adiante? Era assim, num estalo,... Continuar Lendo →

Outras Mulheres – Sandra Godinho

O evento. Foi uma série de explosões, depois disso, o caos. Tudo veio abaixo junto com o patriotismo das mulheres. A única parede da Metalúrgica Gazola que ficou de pé foi aquela onde o quadro de Santa Bárbara estava pendurado, a protetora contra os raios e as explosões, a única que ficou intacta quando tudo... Continuar Lendo →

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑