Passeio de Barco – Bia Machado

A FUNDURA DO RIO É TANTA que ninguém ia achar o corpo dele. Ia ficar lá embaixo, ia ser comido pelos peixes, pelas piranhas… Ou será que o boto salvava? Se é filho dele, salvava…

— Pai, não quis trazer a mãe por quê?

— Tua mãe tem medo desse barquinho aqui, não sabe, garoto?

— E é. Eu também, pai.

Continue lendo “Passeio de Barco – Bia Machado”

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑