Finalmente, protagonista! – Amana

Quando Beto avisou que tinha comprado as passagens, uma para mim e outra para ele, por um momento, um segundo, fiquei feliz como criança. Poderia ir com o rapaz para a Bahia? Sim, poderia. Não sou jovem? Sou. Não tenho o mundo todo pela frente? Claro, a casa dos trinta estava longe de acabar.

Mas e Sérgio? Podia não ser o homem mais romântico do mundo, mas era uma segurança. Tratava-me bem. Em cinco anos de noivado jamais precisei me queixar de algo. Respeitoso. Trabalhador. Fiel. Religioso. Sexo apenas depois do casamento, há muito tempo para isso, vez em quando uns beijos bem cuidados, não deixando a coisa “esquentar” muito. Educado. Bom filho. Bom funcionário. Que mais eu poderia querer?
Além disso, o que Beto me prometia? Alguns meses de paixão, sexo ótimo – Beto era um furacão na cama – e um trabalho como sua assistente em um escritório de arquitetura muito bem conceituado, a união do útil ao agradável. Para Beto, tudo era assim e ele me deixava bem claro quais eram as suas condições: só queria dos outros o prazer, os bons momentos, a companhia delirante, a aventura, a adrenalina. Tudo o que eu secretamente queria.

Cinco anos de noivado? Senhor, para que tanto? Talvez fosse melhor falar agora com Sérgio, pedir que ele se decidisse de uma vez. Marcar logo o casamento. Sim, resolveria aquilo antes do dia acabar. Noite de sexta, o Sérgio sai para correr, decido fazer uma surpresa. Vou ao apartamento dele, sem avisar, para esperá-lo. Peço para o porteiro não dizer nada. “Festa surpresa, Seu Robson”.

Chego no quarto e ali fico, a luz apagada. Até pego no sono, o colchão é maravilhoso. Acordo com o barulho da porta se abrindo. Risadas animadas. Nunca, jamais ouvi risada do Sérgio daquele jeito, tão… Íntimo. Sim, uma risada de intimidade. E quem ria com ele… podia estar ouvindo coisas, mas jurava que a outra risada era de Beto. Como assim? De repente silêncio, depois um som abafado. Olhando pela fresta da porta, segurei um grito de espanto. Ali, na sala, Beto e Sérgio trocavam o maior beijo. Um beijo assim o Sérgio nunca tinha me dado! E eu me achando culpada por ter cedido às delícias do Beto. Daquelas delícias, pelo visto, o Sérgio estava provando tão bem quanto eu. Ou até mais… Cachorros!

– Opa, opa, dá licença que estou indo embora, dá licença, não se incomodem comigo não, que eu estou de saída!

– Letícia? Mas… Espera…

– Que esperar o quê, Sérgio? Já esperei cinco anos. Aliás, quatro. No último ano eu troquei a espera por uma transa bem gostosa com esse aí em várias noites. Bom gosto, hein, Sérgio? O Beto é um tesão, né, não? Só cuidado pra não enjoar logo, Beto, o Sérgio gosta de compromisso, daqueles bem mornos.

– Peraí, Letícia, deixa eu explicar…

– Precisa não, Beto. Aliás, leva o Sérgio pra Bahia com você. Aquele ar de Salvador bem capaz de dar um “up”, quem sabe faz vocês saírem do armário… Falou, hein, não vou mais atrapalhar, até qualquer dia!

Na portaria, o Seu Robson não entendeu quando apertei a mão dele e agradeci por não ter contado nada. Saí do prédio pensando qual seria o itinerário da viagem que eu faria. Sozinha.

13 comentários em “Finalmente, protagonista! – Amana

Adicione o seu

  1. Gente! Eita! Não esperava jamais este desenrolar.. Mas que coincidência da gota serena. Essa aí escapou de boa, pulou duas fogueiras numa noite apenas. Não duvido nada que isso aconteça na vida real, Bia. Tem muito homem mentiroso, fingido e abafado pelo mundo. Pense numa decepção. Ainda bem que a moça se resolve rápido, né? Não vou falar mais nada para não dar spoiler. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  2. Que surpresa! Texto bem criativo e divertido. Divertido para o leitor, para a protagonista… O conto trata de maneira criativa relacionamentos falhos entre três pessoas falhas. Está bem construído e a ideia é interessante, assim como a narrativa, com uma boa dose de suspense e pitadas de sensualidade.

    Adorei o texto e quero parabenizar você pela competência em criar um conto em cima de uma situação conflituosa, sem se perder no processo. Leitura clara e prática.

    A primeira coisa que me chamou a atenção foi o título metalinguístico e fiquei ansiosa para descobrir do que se tratava. Enfim, relacionamentos são tentativas, podem funcionar muito bem, ou não, Parabéns de novo. Beijos.

    Curtido por 1 pessoa

  3. Eu vim correndo ler no meio de um trabalho e fiquei ansiosa para voltar e comentar o quanto fiquei surpresa. Mas não com o fim, mas com a reação da, e finalmente, protagonista do conto. Sem explicações, vou só tocar minha vida, ainda bem que isso aconteceu, consegui finalmente resolver minha indecisão. A impressão que passou é que foi até melhor assim. A pulguinha atrás da minha orelha ficou quanto a intenção dos rapazes junto dela. Eu queria a explicação. Ei, Letícia, volta aqui… aumenta esse conto um cadim! kkk’ Adorei, parabéns!! Ah, título perfeito!!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Que delícia de conto! Sua personagem ganhou vários presentes de uma vez só: livrou-se de um casamento fadado ao fracasso, de um amante tranqueira, de uma decisão entre o ruim e o pior! Adorei! A narrativa ágil, certeira e sem enrolação é bem do jeito que eu gosto! Parabéns! Só fiquei curiosa com uma coisa: este é o tipo de texto da Bia ou da Amana? 😉

    Curtido por 1 pessoa

  5. ahahaha por essa nem eu esperava E eu amei a atitude dela. Acho que o ditado “antes só do que mal acompanhada'”nunca fez tanto sentido. Parabéns pelo texto. É leve, é bem-humorado, tem um final muito muito adequado.
    Abraços carinhosos.

    Curtido por 1 pessoa

  6. Senhor, Bia!
    Hahahahhaha
    Muito bom!
    Uma história deliciosa, super descontraída. Pareceu que estava ouvindo uma fofoca daquelas diretamente da boca da Letícia.
    Eu adorei. Ela mesma sendo hipócrita e tão antiga – prometendo casório com quem a “respeitava” – e pensando em fugir com o outro, foi pega pela hipocrisia dos dois.
    Muito bom!

    Curtido por 1 pessoa

  7. rsrsrs, divertido para quem lê, mas triste pensando numa situação real. Quantas pessoas fingem ser o que não são só para agradar a “sociedade”? Se liberta, meu povo!!!! Bjs ❤

    Curtido por 1 pessoa

  8. Olá, Amana!
    A Letícia foi a única que acabou se assumindo ao final. Ela, que estava sendo amornada por um e desprezada por outro, acabou se revelando dona de sua própria vontade. Um texto divertido, cheio de reviravoltas. Nunca suspense, sensualidade e feminismo estiveram tão bem costurados. Amei! Parabéns.

    Curtir

  9. Já estava xingando esse noivo chato, respeitador até demais e seus beijos sem empolgação. Essa parte do noivado longo sem sexo me lembrou de um outro conto que li não sei onde. Você escreveu outro texto assim? Só sei que este conto aqui prende logo a atenção, flui com naturalidade e impacta no final. O tom leve com que a protagonista lidou com a cena do noivo e amante juntos foi surpreendente e muito bem-vindo. Quem precisa do Beto ou do Sérgio? Letícia é que não, ela é a própria Alegria. Muito bom ler um conto que dá o seu recado com precisão e graça. Parabéns.

    Curtir

  10. Querida Amana,

    Texto com uma pegada muito contemporânea, divertido e, claro, como sempre muito bem escrito.

    Feliz 2021, amiga!!!

    Beijos
    Paula Giannini

    Curtir

  11. Eu já li este conto onde? ou será que li aqui e não comentei? rsrs
    Como a Thata eu queria explicaçoes, eu se fosse Letícia, sentaria no sofá e esperaria pelas explicações de ambos. Adoro observar pessoas mentindo e se enrolando em desculpas esfarrapadas, sério, acho divertido kkkk Observar a pequeneza humana
    .
    Parabéns pelo conto, rapido e que diz muito.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: